Expressa o facto no momento em que se fala. Pessoal e transmissível.
11
Out 12
publicado por José Maria Barcia, às 15:11link do post | comentar

 

Carlos Zorrinho disse à TSF que a bancada parlamentar do PS poupou ao só pagar 3700 euros por mês para quatro carros. Defende-se, dizendo que o grupo parlamentar tem um presidente, 12 vice-presidentes e 74 deputados. E precisam de carros no valor de 60 mil euros. Vai na volta e isto é populismo. Porque os deputados precisam de luxos e comodidades para exercer o seu mandato sem quaisquer problemas. Que um custo de 3700 euros por mês não é nada comparado com o défice de muitos mil milhões.

 

Isto é tudo uma palhaçada. O deboche – não há outra palavra – atinge proporções gigantes. O partido da oposição que não é oposição porque prefere abster-se de tudo é recompensado com carros de luxos. E o líder da bancada parlamentar ainda tem a lata, ou menos, a insensibilidade de dizer que poupou com este negócio. Junte-se isto ao golfe de 50 mil euros para os senhores deputados e pergunte-se: ‘’por que raio todos dizem que os políticos são maus?’’.

 

Ainda não sei...

 

 

Mais ridículo ainda é só agora começarem a aparecer as negociatas de Pedro Passos Coelho. Desta vez com o suspeito do costume – Sua Excelência, o pseudo-engenheiro ou doutor, Miguel Relvas. É preciso um jornal estar a acabar para sair esta noticia: no Público ‘’Relvas ajudou empresa ligada a Passos a ter monopólio de formação em aeródromos do Centro’’. Portanto, Passos Coelho, à altura, um mero gestor, usa Miguel Relvas, um mero secretário de estado para ganhar dinheiro. Faz sentido. Tudo muito legal.

 

Era o tempo das vacas gordas e os fundos europeus jorravam dinheiro por este pedaço de terra à beira-mar plantado. E há sempre as ervas-daninhas que se imiscuem nas águas de todos. Hoje, um é primeiro-ministro e o outro é ministro. São os melhores amigos e, tal como as hienas se juntam para atacar o que quer ou quem quer que seja, um protege o outro e vice-versa.

 

Concluindo, os grandes actores políticos de Portugal continuam a comportar-se em aura de impunidade. São eles as vitimas porque nunca têm culpa. Não são hipócritas porque esses sabem quando erram. São piores, são escumalha sem escrúpulos. São gente deslumbrada com dinheiro e poder. E isto, não é populismo na simples medida em quem nos governa é assim tão básico. Para eles, basta isto. No fundo, não passam de um bando de hienas.


Contacto
indicativoblog@gmail.com
Posts mais comentados
59 comentários
3 comentários
3 comentários
3 comentários
1 comentário
comentários recentes
!!!!!!!! que texto!
Acabo de caer de casualidad ( nunca creeré ...
sim Prémio Nobel da Paz, os gajos deviam era receb...
Incrivel como é logo assumido que sou do sexo masc...
Deita essa porcaria para o lixo, pois já não serve...
Pois é Duarte! Mas estes tipos só vêem bola e nove...
Estou 100% de acordo contigo Filipa! Contra estrat...
Boa! Gostei dessa
Se um dia eu chegar ao Governo de Portugal, tu e o...
Isto devia ir até ao Tribunal Penal Internacional!
arquivos
2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


pesquisar neste blog